sábado, 24 de julho de 2010

Jovens Filósofos 2010 "Os homens são máquinas?"


Sessão de Filosofia com Crianças (12_14 anos) na Universidade Júnior do Porto (2010)

Aula 13 – 14 de Julho (Turma 1B – 3ª semana)

Duração: 6 horas

Exercícios : “Pensar o impensável”, "Pensar Criticamente" (manhã), "Debate Filosófico" (tarde)


Exercício 1 - Pensar o impensável (estrutura do exercício)

1) Os alunos pensam numa frase que acreditem ser “absolutamente verdadeira”;

2) Lêem-se todas as frases;

3) Escolha de uma frase que a maioria considera poder ser refutada;

4) Debate;

5) Escolha de uma frase que a maioria considera ser irrefutável;

6) Debate

Objectivos

- Elasticizar conceitos e crenças;

- Alargar pontos de vista;

- Aprender com ou outro (criticar, ser criticado, construir a partir das críticas)



Verdade 1 - Todos os seres humanos morrem. (Mariana)

Crítica 1 - Como ainda não morreu toda a gente não temos a certeza se todos morrem. (Angela)

Crítica 2 - Se nos congelarem ficamos preservados e podemos voltar a viver. Por isso podemos não morrer. (Afonso)

Crítica 3 - Para os familiares e amigos a pessoa não morre pois lembram-se para sempre dele. (Rita)



Exercício 2 - Pensar criticamente (estrutura do exercício)

1) Pergunta inicial

2) Todos os alunos respondem de forma clara, breve e argumentada

3) Análise das respostas segundo estes 3 critérios

4) Escolha de argumentos diferentes

5) Escolha dos conceitos que definem esse argumento (conceptualização e síntese)
6) Avaliação dos vários argumentos


Objectivos


- Aprender a distinguir o momento da análise do momento da avaliação de um argumento

- Aprender a ouvir a a respeitar a opinião do outro.
- Distinguir argumentos de opiniões, explicações, etc.

- Reconhecer diferentes tipos de argumentos e diferentes tipos de críticas

- Identificar pressupostos

- Reconhecer e aplicar os diferentes momentos de uma investigação/debate filosófico (argumento, refutação, contra-argumento...)
- No contexto da oficina Jovens Filósofos este exercício pretende ser uma preparação para o debate entre os alunos da parte da tarde.

 
 
Pergunta inicial - Somos Livres?

Argumento 1 - Sim, porque temos o direito de dizer o que quisermos. (Ângela) Conceito Chave: Liberdade de Expressão


Crítica - Nem sempre temos essa liberdade, por exemplo numa ditadura. (Jóni)            


Argumento 2 - Sim, porque posso pensar livremente. (Mariana)
Conceito Chave: Liberdade de Pensamento

Argumento 3 - Não porque somos naturalmente pré-destinados. (Jóni)
Crítica - Não concordo pois temos liberdade para tomar decisões autónomas. (Rita)


Exercício 3 - Debate Filosófico


"Os homens são máquinas?"

- Não, porque as máquinas não têm emoções. (Ricardo)
    - As máquinas estão pré-determinadas, por isso podem ter emoções. (Jóni) 
        - Não concordo. Para haver emoções é preciso sentir, e as máquinas não sentem. (Camila)

- Os homens não são máquinas porque não são construídos. (Tomás)
    - Os bébes são construídos e não são máquinas. (Ricardo)
        - Os bebés são formados, não são construidos. (Bernardo)
- Concordo com o Tomás, os homens constroem as máquinas e ninguém constrói o homem. (Mariana)

- Quando as máquinas tiverem emoções vão deixar de ser máquinas, mas não quer dizer que se tornem homens. Passam a ser apenas máquinas com emoções. (Francisca)

1 comentário:

Fatymar disse...

De facto o Homem não é uma máquina, pois esta, não sente dor, emoção...mas, existe cada vez mais, competividade, indiferença, cobardia, comodismo...

Existirá o “perigo”, de ciência nos transformar num vazio existencial e passar-mos a ser Homem Robot?